O jejum antes da cirurgia é mesmo necessário?

Anestesia e aumento de peso: Não há evidências científicas sólidas que estabeleçam uma relação direta entre a anestesia e o aumento de peso a longo prazo.
Ao realizar uma cirurgia, sempre há a recomendação de jejum. Mas você sabe porquê? A seguir vamos dar algumas dicas para você ter uma anestesia segura. O alimento que ingerimos é levado ao estômago, aonde ele passa por transformações para facilitar a absorção. Mas a velocidade em que isto ocorre varia com o tipo de alimento. Varia de acordo com o trabalho que o corpo tem para digerir. Aqui segue a primeira dica: o jejum pré-operatório varia com o tipo de alimento ingerido.

    Por que o jejum é importante?

Mas por que eu tenho que ficar de jejum antes da cirurgia? A indicação do jejum pode se dar por dois motivos: – Em cirurgias do aparelho digestivo, afim de facilitar o trabalho do cirurgião, para que ele consiga trabalhar melhor, sem alimentos ou restos alimentares no local da cirurgia. – Por conta da Anestesia, para que se tenha uma anestesia segura. Quando passamos por uma anestesia, os nossos reflexos diminuem. Nossa capacidade de reagir com tosse se algo cair na garganta, diminui. E como ficamos inconscientes, há o risco de parte do que está no estômago acabar refluindo para a boca. Como o reflexo está diminuído, nós podemos acabar sufocando, podendo chegar a consequências leves, como uma irritação da garganta, passando por uma pneumonia e até em casos mais drásticos, levar à morte.

     Qual o tempo ideal de jejum?

Mas quanto tempo tenho que ficar de jejum antes da cirurgia, para que eu tenha uma anestesia segura? Como dissemos antes, cada tipo de alimento tem um tempo de esvaziamento no estômago. Mas em média, este tempo é de 8 horas. Temos que levar em consideração ainda que, este tempo pode ser alterado de acordo com as condições de saúde do paciente. Pacientes diabéticos, obesos e as gestantes podem ter seu tempo de esvaziamento prolongado, precisando de correções destes tempos. Por outro lado, um tempo de jejum prolongado também é ruim, pois pode levar o paciente a ficar com fraqueza durante o procedimento, com hipoglicemia. Além disto, o jejum pode interferir na recuperação após a cirurgia, com atraso da cicatrização e da recuperação do paciente.

    Tornando a anestesia segura:

Então aqui segue outra dica: Antes de fazer qualquer cirurgia é importante que você converse com o médico anestesista. Ele vai saber qual o melhor tempo de jejum, quais alimentos você deve evitar, e o que fazer para que você não fique de jejum por tempo prolongado no pré-operatório, garantindo a você uma anestesia segura.

Avaliação pré-anestésica

Garanta sua tranquilidade na cirurgia. Agende já sua consulta pré-anestésica com o Prof. Dr. Ivan Vargas. Avaliação Presencial ou online!

10 Replies to “O jejum antes da cirurgia é mesmo necessário?”

    1. Sou diabetics tipo 1,uso bomba de infusão de insulina,e tenho IRC,jà tive 4 episodios de trombectomia,de fistula (prótese ),O jejum prolongation durante 3 destas cirurgias,causaram vômito, queda de PA,provocando outro trombo, jejum prolongado para diabetics tipo1, não acredito que seja tao necessario, acredito que jejum total no máximo de 6 horas sejam necessarios

      1. Oi Sandra, muito obrigado por compartilhar a tua experiência pessoal. Realmente o jejum prolongado não é interessante para nenhum paciente. E existem circunstâncias que exigem cuidados especiais. E não podemos generalizar. Por isto é que é tão importante a conversa com o médico anestesiologista, a avaliação pré-anestésica, antes de qualquer procedimento. No teu caso, ao que me parece pelo teu relato, o mais indicado seria uma internação prévia à cirurgia, com acesso venoso, jejum para evitarmos as complicações possíveis de regurgitação e broncoaspiração do conteúdo gástrico, mas sem abrir mão da vigilância de uma boa hidratação, controle glicêmico cuidadoso e profilaxia para eventos trombóticos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *