Alendronato e Cirurgia de Implantes Dentários: Existe um Impedimento? Descubra os Fatos Importantes

O alendronato é um medicamento amplamente utilizado para tratar e prevenir a perda óssea, especialmente em pacientes com osteoporose. No entanto, existe uma preocupação entre os pacientes sobre se o uso de alendronato pode impedir a realização de cirurgia de implantes dentários.
O alendronato é um medicamento amplamente utilizado para tratar e prevenir a perda óssea, especialmente em pacientes com osteoporose. No entanto, existe uma preocupação entre os pacientes sobre se o uso de alendronato pode impedir a realização de cirurgia de implantes dentários. Neste blog, vamos explorar essa questão e discutir os fatos importantes relacionados ao uso de alendronato e cirurgia de implantes dentários.  

O que é o alendronato?

O alendronato é um medicamento do grupo dos bifosfonatos, que é usado para tratar condições ósseas como a osteoporose. Ele age inibindo a reabsorção óssea, ajudando a aumentar a densidade óssea e reduzir a fragilidade dos ossos. O alendronato é geralmente administrado por via oral e pode ser prescrito em diferentes doses e intervalos, dependendo da condição do paciente.  

Alendronato e osso maxilar

Uma das principais preocupações relacionadas ao uso de alendronato é o risco de desenvolvimento de osteonecrose dos maxilares (ONM). A ONM é uma condição rara, mas grave, em que ocorre a morte do tecido ósseo na mandíbula ou maxila, geralmente associada à exposição óssea crônica e dificuldade de cicatrização após procedimentos odontológicos invasivos.  

Evidências científicas e considerações importantes

Vamos analisar as evidências científicas e as considerações importantes para entender melhor a relação entre o uso de alendronato e a cirurgia de implantes dentários:  
  1. Risco de osteonecrose dos maxilares
Embora a literatura científica sugira uma possível associação entre o uso de bifosfonatos, incluindo o alendronato, e o risco de ONM, é importante destacar que esse risco é extremamente baixo, especialmente em pacientes que utilizam a medicação oralmente e em doses terapêuticas para o tratamento de osteoporose.  
  1. Duração do tratamento com alendronato
Estudos sugerem que a duração do tratamento com alendronato pode estar relacionada ao risco de ONM. Pacientes que utilizam alendronato por um longo período, geralmente acima de 3 a 5 anos, podem ter um risco ligeiramente aumentado em comparação com aqueles que usam o medicamento por períodos mais curtos.  
  1. Avaliação odontológica prévia
Antes de realizar qualquer cirurgia de implantes dentários, é essencial que os pacientes que estão em uso de alendronato passem por uma avaliação odontológica cuidadosa. O dentista poderá avaliar a saúde bucal do paciente, discutir os riscos e benefícios da cirurgia de implantes e tomar decisões adequadas em relação ao tratamento.  
  1. Tratamento multidisciplinar
Em alguns casos, pode ser necessário realizar um tratamento multidisciplinar, envolvendo o dentista e o médico que prescreveu o alendronato. Essa abordagem colaborativa pode ajudar a minimizar os riscos e fornecer um plano de tratamento adequado e seguro para o paciente.  

Devo me preocupar?

Embora exista uma preocupação sobre o uso de alendronato e a realização de cirurgia de implantes dentários, é importante entender que o risco de desenvolvimento de ONM é extremamente baixo, especialmente em pacientes que utilizam a medicação oralmente e em doses terapêuticas para o tratamento de osteoporose. Uma avaliação odontológica prévia e o tratamento multidisciplinar são fundamentais para garantir a segurança e o sucesso da cirurgia de implantes em pacientes que estão em uso de alendronato.  

Referências bibliográficas:

  1. Ruggiero SL, et al. American Association of Oral and Maxillofacial Surgeons position paper on medication-related osteonecrosis of the jaw—2014 update. J Oral Maxillofac Surg. 2014;72(10):1938-1956.
  2. Migliorati CA, et al. Managing the care of patients receiving antiresorptive therapy for prevention and treatment of osteoporosis: executive summary of recommendations from the American Dental Association Council on Scientific Affairs. J Am Dent Assoc. 2011;142(11):1243-1251.
  3. Woo SB, et al. Systematic review: bisphosphonates and osteonecrosis of the jaws. Ann Intern Med. 2006;144(10):753-761.
  4. Fleisher KE, et al. Bisphosphonate-related osteonecrosis of the jaws: clinical features, risk factors, management, and treatment outcomes of 26 patients. J Oral Maxillofac Surg. 2008;66(9):1879-1885.
  5. Giuliani A, et al. Systematic review of quality of reporting, outcome measurements and methods to study efficacy of preventive and therapeutic approaches to bisphosphonate-associated osteonecrosis of the jaw. J Craniomaxillofac Surg. 2011;39(7):529-537.

2 Replies to “Alendronato e Cirurgia de Implantes Dentários: Existe um Impedimento? Descubra os Fatos Importantes”

  1. Boa noite,eu já fiz o implante só falta colocar o dente,pode ter risco de dar rejeição se eu tomar alendronato em comprimido uma vez por semana?

    1. Olá Deuzita, tudo bem?
      O fato de tomar alendronato ou medicamentos da classe dos bisfosfonatos não significa que você terá algum problema com os implantes. Mas que é necessário tomar cuidados adicionais.
      Pelo que entendi de sua mensagem, você já realizou o implante, está na fase de reabilitação, com a instalação da prótese. Nesta fase, o risco de complicações já passou, pois o implante já está instalado.
      É claro que, com maiores informações seria mais fácil te orientar a respeito.
      Mas sempre vale a conversa com o cirurgião que está te acompanhando. E claro, se quiser, me coloco à disposição para avaliar e acompanhar o teu caso, apoiando o seu dentista.
      E se quiser, pode mandar mais informações aqui e vamos conversando para ajudar a esclarecer.
      Muito obrigado por sua pergunta.
      E desejo sucesso no seu tratamento!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *